[07/02/2017]

P-66 deixa estaleiro para iniciar produção na Bacia de Santos

P-66 deixa estaleiro para iniciar produção na Bacia de Santos

A última unidade a ser instalada no Campo de Lula deixou o estaleiro Brasfels rumo ao seu destino final no último sábado (04). A P-66 será locada no módulo de Lula Sul, no pré-sal da Bacia de Santos. Após os trabalhos de ancoragem e interligação da unidade com o primeiro poço produtor, será possível iniciar a produção do novo navio-plataforma. Vale destacar que a P-66 é o primeiro FPSO (floating production storage offloading unit, ou seja, unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de óleo) próprio a ser instalado na região.

A integração da unidade foi finalizada no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis/RJ, no mesmo lugar onde foram realizados testes de sistemas e equipamentos que integram a P-66. A expectativa é que a unidade produza através de em dez poços produtores e oito injetores, com capacidade total de 150 mil barris de óleo por dia (bpd) e 6 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. Sua ancoragem será realizada a 2200 metros de profundidade e a capacidade de armazenamento do navio-plataforma é de 1,67 milhão de barris de óleo.

A área onde a P-66 será locada está na concessão BM-S-11, cuja operação é liderada pela Petrobras, que detém 65% das atividades. A estatal conta com parceiros como a BG E&P Brasil, que é subsidiária da Royal Dutch Shell Plc (25%) e a Petrogal Brasil (10%). Vale destacar que a Petrobras fechou 2016 com outro navio-plataforma iniciando suas produções na mesma Bacia de Santos, o FPSO Cidade de Caraguatatuba, conforme divulgado pela estatal.

Crédito da Imagem: Petrobras.